domingo, 25 de junho de 2017

Burka...

Fotografia dividida ao meio na horizontal, ambas partes são fotos triplas sequenciais.Parte superior: uma mulher em pé com os braços para o alto na caçamba de uma camionete preta, retirando a burka preta sobre uma túnica vermelha com estampas circulares em amarelo e azul; já com o braço direito e cabelos ao vento sem a burka; totalmente sem a burka, fazendo sinal em V de paz e amor com a mão direita, cabelos ao vento e um largo sorriso.Parte inferior: uma mulher em pé, de costas,em meio a um grupo de pessoas e crianças na caçamba de uma camionete branca, retirando a burka preta sobre túnica verde estampada com bolinhas pretas; de frente,mostra sorridente a burka preta à frente do corpo e mantendo o lenço amarrado na cabeça; com os braços ao alto e o lenço na cabeça, sem a burka e sorridente. No topo, escrito sobre uma tarja preta e em letras maiúsculas brancas, lê-se: Mulheres Sírias arrancam burkas; e no rodapé: Ao cruzar fronteira com o Curdistão.
Fotografia dividida ao meio na horizontal, ambas partes são fotos triplas sequenciais.
Parte superior: uma mulher em pé com os braços para o alto na caçamba de uma camionete preta, retirando a burka preta sobre uma túnica vermelha com estampas circulares em amarelo e azul; já com o braço direito e cabelos ao vento sem a burka; totalmente sem a burka, fazendo sinal em V de paz e amor com a mão direita, cabelos ao vento e um largo sorriso.
Parte inferior: uma mulher em pé, de costas,em meio a um grupo de pessoas e crianças na caçamba de uma camionete branca, retirando a burka preta sobre túnica verde estampada com bolinhas pretas; de frente,mostra sorridente a burka preta à frente do corpo e mantendo o lenço amarrado na cabeça; com os braços ao alto e o lenço na cabeça, sem a burka e sorridente. No topo, escrito sobre uma tarja preta e em letras maiúsculas brancas, lê-se: Mulheres Sírias arrancam burkas; e no rodapé: Ao cruzar fronteira com o Curdistão.

sábado, 24 de junho de 2017

Galos e galinhas...

Foto dividida ao meio horizontalmente. Parte superior: três galos; parte inferior: três galinhas. Da esquerda para a direita na parte superior: um galo pomposo e empinado abaixo lê-se: solteiro; galo semi depenado e magricelo abaixo: casado; galo totalmente depenado, abaixo: divorciado. Parte inferior: galinha robusta calçando botas pretas com salto alto, acima lê-se: solteira; galinha gorda com avental branco e vermelho, abaixo: casada; franga esbelta com blusa e shortinho justíssimos fazendo pose empinando os peitões, acima: divorciada.
Foto dividida ao meio horizontalmente. Parte superior: três galos; parte inferior: três galinhas. Da esquerda para a direita na parte superior: um galo pomposo e empinado abaixo lê-se: solteiro; galo semi depenado e magricelo abaixo: casado; galo totalmente depenado, abaixo: divorciado. Parte inferior: galinha robusta calçando botas pretas com salto alto, acima lê-se: solteira; galinha gorda com avental branco e vermelho, abaixo: casada; franga esbelta com blusa e shortinho justíssimos fazendo pose empinando os peitões, acima: divorciada.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Edibar e Edimunda

Tira do cartunista Lucio Oliveira, apresenta os personagens Edibar da Silva e Edimunda. Edibar é boêmio, chegado em uma birita odeia a mulher e a sogra. Os dois tem meia idade, são casados e a aparência é muito semelhante: Estão acima do peso, tem cabelos desalinhados, rosto comprido, olhos esbugalhados, os de Edibar são vesgos, o nariz dos dois é comprido e curvo abaixo, a boca imensa mais larga que o rosto, quando aberta, mostra apenas dois dentões separados na parte inferior da arcada, o queixo pequeno une-se à papada com aparência flácida. Edibar é calvo com apenas dois fios de cabelo no topo da cabeça e um tufo de cabelo marrom claro espetado para fora, nas laterais; nesse episódio está com regata branca que deixa sua pança à mostra, bermudão azul e chinelão verde; Edimunda tem cabelos avermelhados crespos amarrados em um pequeno e fofo rabo de cavalo, usa brincos de bolinha. Edibar está sentado em uma poltrona marrom a frente da tv, segurando o controle na mão direita e a latinha de cerveja na esquerda. À seus pés, está deitado um cão amarelo com topete espetado.Q1- Uma voz berra de dentro do cômodo à direita: O que você vai querer para o jantar, meu amor? Frango, pernil peixe ou bife?Q2- Edibar fecha os olhos e responde: Vou querer bife, meu chuchu...obrigado!Q3- Edimunda bota a cabeça para fora junto ao batente da porta, aponta para baixo e retruca: Você vai comer é ovo frito! Eu estou falando com o cachorro!
Tira do cartunista Lucio Oliveira, apresenta os personagens Edibar da Silva e Edimunda. Edibar é boêmio, chegado em uma birita odeia a mulher e a sogra. Os dois tem meia idade, são casados e a aparência é muito semelhante: Estão acima do peso, tem cabelos desalinhados, rosto comprido, olhos esbugalhados, os de Edibar são vesgos, o nariz dos dois é comprido e curvo abaixo, a boca imensa mais larga que o rosto, quando aberta, mostra apenas dois dentões separados na parte inferior da arcada, o queixo pequeno une-se à papada com aparência flácida. Edibar é calvo com apenas dois fios de cabelo no topo da cabeça e um tufo de cabelo marrom claro espetado para fora, nas laterais; nesse episódio está com regata branca que deixa sua pança à mostra, bermudão azul e chinelão verde; Edimunda tem cabelos avermelhados crespos amarrados em um pequeno e fofo rabo de cavalo, usa brincos de bolinha. Edibar está sentado em uma poltrona marrom a frente da tv, segurando o controle na mão direita e a latinha de cerveja na esquerda. À seus pés, está deitado um cão amarelo com topete espetado.
Q1- Uma voz berra de dentro do cômodo à direita: O que você vai querer para o jantar, meu amor? Frango, pernil peixe ou bife?
Q2- Edibar fecha os olhos e responde: Vou querer bife, meu chuchu...obrigado!
Q3- Edimunda bota a cabeça para fora junto ao batente da porta, aponta para baixo e retruca: Você vai comer é ovo frito! Eu estou falando com o cachorro!

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Não vem com essa...

Ilustração em preto e branco de um homem de pele clara, loiro com topete, rosto quadrado, sobrancelhas retas, olhos grandes, nariz levemente arrebitado e lábios médios. Ele usa gravata sobre camisa e paletó. Ele sorri enquanto o braço esquerdo está em posição de “por favor, pare!” Acima lê-se: Não vem com essa de “Ain, que lindo os japoneses limpando seu lixo no estádio”; e abaixo, continua: Tu não leva nem teu prato pra pia.
Ilustração em preto e branco de um homem de pele clara, loiro com topete, rosto quadrado, sobrancelhas retas, olhos grandes, nariz levemente arrebitado e lábios médios. Ele usa gravata sobre camisa e paletó. Ele sorri enquanto o braço esquerdo está em posição de “por favor, pare!” Acima lê-se: Não vem com essa de “Ain, que lindo os japoneses limpando seu lixo no estádio”; e abaixo, continua: Tu não leva nem teu prato pra pia.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Expectativa X Realidade

Dois desenhos infantis​ ​em ​papel ​quadrado ​amassado​,​ m​anchado​ em amarelo e ​cor de rosa claro. Um na parte superior e outro na parte inferior. Nos dois desenhos, um homem representado por um boneco,pedala​ ​uma bike em direção a uma bandeira ​xadrez​ na linha de chegada.​O superior:​ inicia por uma linha ​reta ​com leve ​subida​.Acima, o título: Expectativa do ​Sucesso.O inferior: ​inicia ​por uma linha​ reta, depois sinuosa com obstáculos: pedregulhos, ponte, ​o homem no mar em um barco, acima uma corda bamba, nuvem carregada de chuva. Acima, o título: Realidade.
Dois desenhos infantis​ ​em ​papel ​quadrado ​amassado​,​ m​anchado​ em amarelo e ​cor de rosa claro. Um na parte superior e outro na parte inferior. Nos dois desenhos, um homem representado por um boneco,pedala​ ​uma bike em direção a uma bandeira ​xadrez​ na linha de chegada.​O superior:​ inicia por uma linha ​reta ​com leve ​subida​.Acima, o título: Expectativa do ​Sucesso.O inferior: ​inicia ​por uma linha​ reta, depois sinuosa com obstáculos: pedregulhos, ponte, ​o homem no mar em um barco, acima uma corda bamba, nuvem carregada de chuva. Acima, o título: Realidade.

terça-feira, 20 de junho de 2017

O repórter pergunta...

Ilustração caricaturada de duas senhoras, com cabelos curtos e grisalhos, protegidos por chapéus de palha e roupas leves. Elas estão em um momento descontraído. A senhora, à esquerda, apoia com a mão direita uma taça de vinho tinto cheia no joelho da amiga, com a outra mão ela aperta o ombro direito da amiga que está sentada com as pernas cruzadas e mãos atrás da cabeça. Ao lado da senhora sentada, uma garrafa de vinho tinto, uma taça pela metade e um gatinho branco com a cabeça levemente inclinada à direita. O trio dá gargalhadas. No topo lê-se: O repórter pergunta: - Se pudesse escolher entre Parkinson e Alzheimer...No rodapé, a resposta: - Parkinson, meu filho. Prefiro derramar a metade do vinho do que esquecer onde guardei a garrafa.
Ilustração caricaturada de duas senhoras, com cabelos curtos e grisalhos, protegidos por chapéus de palha e roupas leves. Elas estão em um momento descontraído. A senhora, à esquerda, apoia com a mão direita uma taça de vinho tinto cheia no joelho da amiga, com a outra mão ela aperta o ombro direito da amiga que está sentada com as pernas cruzadas e mãos atrás da cabeça. Ao lado da senhora sentada, uma garrafa de vinho tinto, uma taça pela metade e um gatinho branco com a cabeça levemente inclinada à direita. O trio dá gargalhadas. No topo lê-se: O repórter pergunta: - Se pudesse escolher entre Parkinson e Alzheimer...No rodapé, a resposta: - Parkinson, meu filho. Prefiro derramar a metade do vinho do que esquecer onde guardei a garrafa.

Cansei de ser gato

Foto. Na caixa de uma rede social. No canto superior esquerdo a pequena foto de frente do peito para cima do Chico, um gato de pelagem cinza com algumas listras pretas verticais na cabeça e horizontais ao longo do corpo, à direita lê-se: cansei de ser gato; e abaixo: arrobacanseidesergato. Abaixo, um microfone preto com a logomarca do canal de TV em frente e bem próximo à boca de Chico entre os longos bigodes brancos dele. Acima lê-se: humano viaja no feriado, deixa comida e água no pote e acha que tá tudo bem. Deus tá vendo a areia suja queridão.
Foto. Na caixa de uma rede social. No canto superior esquerdo a pequena foto de frente do peito para cima do Chico, um gato de pelagem cinza com algumas listras pretas verticais na cabeça e horizontais ao longo do corpo, à direita lê-se: cansei de ser gato; e abaixo: arrobacanseidesergato. Abaixo, um microfone preto com a logomarca do canal de TV em frente e bem próximo à boca de Chico entre os longos bigodes brancos dele. Acima lê-se: humano viaja no feriado, deixa comida e água no pote e acha que tá tudo bem. Deus tá vendo a areia suja queridão.